Fernandes, Sara M.

A carregar...
Foto do perfil
Endereço de Email
Data de nascimento
Cargo
Último Nome
Fernandes
Primeiro Nome
Sara M.
Nome
Sara M. Fernandes
Biografia
Doutorada em Psicologia, na área da Neuropsicologia Clínica, Mestre em Psicologia, na área das Ciências Cognitivas e Licenciada em Psicologia Clínica. É pós-graduada em Neuropsicologia Clínica e realizou várias formações não conferentes a grau, em áreas da intervenção psicológica e pedagógica. É docente universitária desde 2000 e desde 2015 é Professora Auxiliar do Departamento de Psicologia e Educação da Universidade Portucalense (UPT). É Coordenadora do 2º ciclo de estudos em Psicologia no Mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde, na UPT. É elemento da equipa de coordenação do Centro Clínico Portucalense de Psicologia (C2P2). É membro integrado do Instituto Portucalense de Psicologia (I2P), tem colaborado em projetos de investigação, nacionais e internacionais e é revisora por pares em revistas científicas SCOPUS e WoS. É membro fundador e presidente da Assembleia Geral da Sociedade Portuguesa de Neuropsicologia (SPNpsy), membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) com especialidade avançada em Neuropsicologia e membro da American Psychological Association (APA). Os seus interesses de investigação centram-se na área da neuropsicologia e neurociências (básica e aplicada), nomeadamente no contexto das perturbações do neurodesenvolvimento e envelhecimento. Afiliação: I2P - Instituto Portucalense de Psicologia. DPE - Departamento de Psicologia e Educação.
Projetos de investigação
Unidades organizacionais
Organização
I2P - Instituto Portucalense de Psicologia
Portucalense Institute for Psychology (I2P) is a R&D unit devoted to the study of cognition and behavior in context. With an interdisciplinary focus, namely on Education,Translational and Applied Psychology

Resultados da pesquisa

A mostrar 1 - 1 de 1
  • PublicaçãoAcesso Aberto
    Efficacy and safety of repetitive transcranial magnetic stimulation and transcranial direct current stimulation in memory deficits in patients with Alzheimer's disease: Meta-analysis and systematic review
    2024-03-01 - Mendes, Augusto J.; Leite, Jorge; Fernandes, Sara M.; Rodrigues, Pedro F. S.; Conde, Ana; Rocha, Magda
    Repetitive transcranial magnetic stimulation (rTMS) and transcranial direct current stimulation (tDCS) are two of the most used non-pharmacological interventions for Alzheimer's Disease (AD). However, most of the clinical trials have focused on evaluating the effects on global cognition and not on specific cognitive functions. Therefore, considering that memory loss is one of the hallmark symptoms of AD, we aim to assess the efficacy and safety of tDCS and rTMS in memory deficits. For that, multilevel random effect models were performed considering the standardized mean difference (SMD) between active and sham stimulation. A total of 19 studies with 411 participants demonstrated positive effects in memory after tDCS (SMD=0.20, p = 0.04) and rTMS (SMD=0.44, p = 0.001). Subgroup analysis revealed that tDCS had greater efficacy when administered in temporal regions (SMD=0.32, p = 0.04), whereas rTMS was superior when applied in frontal regions (SMD=0.61, p < 0.001). Therefore, depending on the brain region of stimulation, both interventions produced a positive effect on memory symptoms in AD patients. Finally, the safety of both techniques was observed in the AD population after the reporting of almost no serious events.