Vinculação aos pais e pares enquanto preditor de ansiedade social em adolescentes

dc.contributor.advisorPaula, Vagos, orientador científico
dc.contributor.authorTeixeira, Márcia Filipa Coelho
dc.date.accessioned2019-01-31T14:32:27Z
dc.date.available2019-01-31T14:32:27Z
dc.date.issued2018-11-14
dc.date.submitted2018-10
dc.description.abstractO presente trabalho tem como objetivo estudar o impacto da vinculação aos pais e pares sobre a ansiedade social em adolescentes num período de quatro meses. A amostra utilizada na presente investigação previu-se que fosse de conveniência geográfica (i.e., distrito do Porto) composta por 364 adolescentes com idades compreendidas entre os 12 e os 18 anos, de ambos os sexos, frequentadores do 9º ao 12º ano de escolaridade de escolas públicas. Foi aplicado um questionário sociodemográfico e duas escalas, em contexto de sala de aula, em tempo disponibilizado pelos professores, em dois momentos diferentes, com um iato temporal de 4 meses. Os resultados obtidos indicam que os construtos em análise são variáveis ao longo do período em estudo, bem como existir uma relação preditiva entre a ansiedade social ao longo dos dois momentos embora não exista uma relação preditiva da vinculação sobre a ansiedade social.pt_PT
dc.description.abstractThe present study aims to assess the role of peer and parents attachment on the development of social anxiety in teenagers during a period of four months. The sample used in the present investigation was predictedly of geographic convenience (i.e. Oporto district) composed of 364 teenagers with ages ranging from 12 to 18 years old of both genders and currently attending public schools from the 9th to 12th grades. A sociodemographic survey was conducted and two scales applied, both in classroom context, in a specific time provided by teachers, in two different moments, with a temporal hiatus of 4 months. The results indicate that the constructs under analyses are variable throughout the study period, as weel predictive relationship between social anxiety during the two moments, although there is no predictive relation of the linkage on social anxiety.pt_PT
dc.identifier.citationTeixeira, M. F. C. (2018). Vinculação aos pais e pares enquanto preditor de ansiedade social em adolescentes. (Dissertação de Mestrado), Universidade Portucalense, Portugal. Disponível no Repositório UPT, http://hdl.handle.net/11328/2583pt_PT
dc.identifier.tid202105504pt_PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11328/2583
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsopen accesspt_PT
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by/4.0/pt_PT
dc.subjectVinculação ao Paipt_PT
dc.subjectVinculação à Mãept_PT
dc.subjectVinculação aos Amigospt_PT
dc.subjectAnsiedade socialpt_PT
dc.subjectAdolescênciapt_PT
dc.subject.fosPsychologypt_PT
dc.titleVinculação aos pais e pares enquanto preditor de ansiedade social em adolescentespt_PT
dc.typemaster thesispt_PT
dspace.entity.typePublicationen
thesis.degree.nameMestrado em Psicologia Clínica e da Saúdept_PT
Ficheiros
Principais
A mostrar 1 - 1 de 1
A carregar...
Miniatura
Nome:
TMPS 125.pdf
Tamanho:
264.85 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format