Ajustamento psicológico de adultos portugueses à pandemia por COVID-19: O papel da inflexibilidade psicológica e da centralidade do acontecimento

dc.contributor.advisorSilva, Joana Ribeiro da, orientador científico
dc.contributor.advisorVagos, Paula, orientador científico
dc.contributor.authorFerreira, Ana Beatriz da Silva
dc.date.accessioned2021-07-27T16:55:13Z
dc.date.available2021-07-27T16:55:13Z
dc.date.issued2021-06-27
dc.description.abstractA pandemia por COVID-19 trouxe consequências negativas a vários níveis, principalmente na saúde mental dos indíviduos. Alguns dos fatores que podem influenciar a sintomatologia decorrente da pandemia são a centralidade que esse acontecimento assumiu na história de vida do indivíduo, assim como, a inflexibilidade psicológica. Este estudo tem como principal objetivo analisar a sintomatologia psicopatológica numa amostra da comunidade em período de pandemia. Especificamente, pretendeu-se avaliar o papel da inflexibilidade psicológica enquanto preditor da sintomatologia, e o papel moderador da centralidade do acontecimento na relação entre estas duas variáveis. A amostra foi constituída por 175 participantes. A sintomatologia depressiva e ansiosa revelou-se mais elevada, principalmente nos indivíduos com menor suporte social. As mulheres apresentaram níveis significativamente mais elevados de sintomatologia depressiva. A inflexibilidade psicológica prevê a sintomatologia ansiosa, independentemente da centralidade do acontecimento, mas apenas prediz a sintomatologia depressiva quando a pandemia assume uma elevada centralidade. Quanto à sintomatologia somática, quanto menor for a centralidade do acontecimento, maior será o impacto da inflexibilidade psicológica na somatização. Estes resultados, reforçam a necessidade de intervenção na sintomatologia psicopatológica, principalmente nos indivíduos que poderão estar em maior risco. A intervenção mais adequada deverá atender à redução da centralidade do evento e à promoção da flexibilidade psicológica.pt_PT
dc.description.abstractThe COVID-19 pandemic had negative consequences on several levels, especially on the mental health of individuals. Some of the factors that can influence the symptoms resulting from the pandemic are the centrality that this event assumed in the individual's life history, as well as the psychological inflexibility. The main objective of this study is to analyze psychopathological symptoms in a community sample during a pandemic period. Specifically, we intend to assess the role of psychological inflexibility as a predictor of symptomatology and the moderating role of event centrality in the relationship between these two variables. The sample consisted of 175 participants. Depressive and anxiety symptoms were higher, especially in individuals with less social support. Women had significantly higher levels of depressive symptomatology. Psychological inflexibility predicts anxious symptomatology, regardless of the centrality of the event, but it only predicts depressive symptomatology when the pandemic assumes a high centrality. As for somatic symptoms, the lower the centrality of the event, the greater the impact of psychological inflexibility on somatization. These results reinforce the need for intervention in psychopathological symptoms, especially in individuals who may be at higher risk. The most appropriate intervention should address the reduction of event centrality and the promotion of psychological flexibility.pt_PT
dc.identifier.citationFerreira, A. B. S. (2021). Ajustamento psicológico de adultos portugueses à pandemia por COVID-19: O papel da inflexibilidade psicológica e da centralidade do acontecimento. (Dissertação de Mestrado), Universidade Portucalense, Portugal. Disponível no Repositório UPT, http://hdl.handle.net/11328/3615pt_PT
dc.identifier.tid202755975
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11328/3615
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsopen accesspt_PT
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by/4.0/pt_PT
dc.subjectCOVID-19pt_PT
dc.subjectCentralidade do acontecimentopt_PT
dc.subjectInflexibilidade psicológicapt_PT
dc.subjectSintomatologia psicopatológicapt_PT
dc.subjectSuporte socialpt_PT
dc.subject.fosPsicologia Clínica e da Saúdept_PT
dc.titleAjustamento psicológico de adultos portugueses à pandemia por COVID-19: O papel da inflexibilidade psicológica e da centralidade do acontecimentopt_PT
dc.typemaster thesispt_PT
dspace.entity.typePublicationen
thesis.degree.nameMestrado em Psicologia Clínica e da Saúdept_PT
Ficheiros
Principais
A mostrar 1 - 1 de 1
A carregar...
Miniatura
Nome:
exemplar_2066.pdf
Tamanho:
1.11 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format