O perfil técnico-científico dos profissionais de nível superior do programa de saúde da família da administração regional de saúde macro goiânia: uma análise de compatibilidade com as determinações do Ministério da Saúde para o programa e sua contextualização no cenário da educação na saúde

dc.contributor.authorCarvalho, Beatriz Galvão dept_PT
dc.date.accessioned2013-08-14T17:59:31Z
dc.date.available2013-08-14T17:59:31Z
dc.date.issued2007pt_PT
dc.descriptionCota: TME 307pt_PT
dc.description.abstractOs temas relacionados ao perfil profissional no contexto da formação e capacitação de recursos humanos para a saúde têm sido alvo de muitos debates, especialmente a partir da promulgação da Constituição Federal de 1988, que institui o Sistema Único de Saúde - SUS. No artigo n.º 200 fica determinado que a formação de recursos humanos para o sistema é uma obrigação do Estado nas três esferas do governo. Legalmente, o SUS tem vivenciado grandes avanços que ainda apresentam uma difícil aplicabilidade. Em função da relevância da implementação do SUS e do agravamento das condições de saúde, é proposta a reestruturação da Atenção Básica - AB a partir do Programa de Saúde da Família - PSF, como substitutivo para a mudança do modelo assistencial brasileiro, ainda focado na assistência hospitalar. As mudanças ensejadas devem acontecer nos processos de trabalho e na conduta dos profissionais das equipes de PSF, em acordo com o novo modelo de atenção proposto. A identificação inequívoca do perfil dos profissionais possibilitará o reconhecimento das reais necessidades de formação e de capacitação dos profissionais que compõem as equipes. O presente trabalho busca analisar o perfil técnico-científico dos profissionais de nível superior do PSF da Administração Regional de Saúde Macro Goiânia. A pesquisa caracteriza-se por ser do tipo quali-quantitativa e utilizou-se do inquérito por questionário como instrumento de coleta de dados. Constatou-se que o perfil dos profissionais não se encontra em perfeita consonância com as normas preconizadas pelo Ministério da Saúde para o PSF, o que reforça a importância do investimento em acções de educação na saúde. A reversão do modelo assistencial a partir da AB à Saúde, tendo como estratégia o PSF, depende de um perfil profissional adequado e da implementação de acções articuladoras entre as áreas de formação, atenção, gestão em saúde e participação popular.pt_PT
dc.description.sponsorshipOrientação: Prof.ª Doutora Vânia Cristina Marcelo Co-Orientação: Prof.ª Doutora Alcina Manuela de Oliveira Martins.pt_PT
dc.identifier.citationCarvalho, B. G. (2007). O perfil técnico-científico dos profissionais de nível superior do programa de saúde da família da administração regional de saúde macro goiânia: uma análise de compatibilidade com as determinações do Ministério da Saúde para o programa e sua contextualização no cenário da educação na saúde [Dissertação de Mestrado em Administração e Planificação da Educação]. Universidade Portucalense. Repositório Institucional UPT. http://hdl.handle.net/11328/23pt_PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11328/23
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsopen access
dc.subjectServiços de saúde pt_PT
dc.subjectCapacitação para o serviçopt_PT
dc.subjectSaúde familiarpt_PT
dc.subjectPromoção da saúdept_PT
dc.subjectTME
dc.titleO perfil técnico-científico dos profissionais de nível superior do programa de saúde da família da administração regional de saúde macro goiânia: uma análise de compatibilidade com as determinações do Ministério da Saúde para o programa e sua contextualização no cenário da educação na saúdept_PT
dc.typemaster thesispt_PT
dspace.entity.typePublicationen
Ficheiros
Principais
A mostrar 1 - 1 de 1
A carregar...
Miniatura
Nome:
TME 307.pdf
Tamanho:
2.02 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format