Avaliação de Professores: que lições do caso português?

dc.contributor.authorMachado, Eusébio André
dc.contributor.authorAbelha, Marta
dc.date.accessioned2014-07-07T15:34:23Z
dc.date.available2014-07-07T15:34:23Z
dc.date.issued2014
dc.description.abstractNo atual contexto de “omniavaliação”, a avaliação de professores assume um papel central nas políticas educativas e na construção da profissionalidade docente, surgindo dilacerada entrepressões de performatividade e desejos emancipatórios. Neste aspecto, as mudanças ocorridas em Portugal, sobretudo no período entre 2007-2013, facultam contributos muito pregnantes para a discussão das lógicas, processos e dispositivos de avaliação de professores, quer no que respeita às implicações endógenas, quer no que respeita aos efeitos exógenos. No âmbito deste artigo, a partir do acervo de investigação realizada em Portugal, discutimos os resultados obtidos e retiramos as principais lições sobre a análise de dois aspetos que têm merecido particular destaque na literatura: i) a avaliação centrada na escola e ii) a avaliação pelos pares.pt
dc.identifier.citationMachado, E. A., & Abelha, M. (2014). Avaliação de Professores: que lições do caso português? Revista Olh@res, 2 (1), 55-80.pt
dc.identifier.issn2317-7853
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11328/825
dc.language.isoporpt
dc.rightsopen accesspt
dc.subjectAvaliação de professorespt
dc.subjectAvaliação pelos parespt
dc.subjectProfissionalidade docentept
dc.titleAvaliação de Professores: que lições do caso português?pt
dc.typejournal articlept
dspace.entity.typePublicationen
Ficheiros
Principais
A mostrar 1 - 1 de 1
A carregar...
Miniatura
Nome:
Revista_Olhares_2014.pdf
Tamanho:
411.42 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format