Insuficiência Renal Crónica e a Relação Diádica

dc.contributor.authorCravo Barata, Nuno
dc.date.accessioned2015-05-07T22:37:40Z
dc.date.available2015-05-07T22:37:40Z
dc.date.issued2013-12
dc.description.abstractApesar de toda a evolução alcançada nas últimas décadas no tratamento da InsufiRenal, é por demais evidente que a própria ciência doença, bem como todo o processo dialítico acarretam uma série de consequências para os pacientes renais crónicos. Vários estudos têm sido realizados e muitos deles evocam o comprometimento da aparência física como uma das alterações mais signifi cativas nesta população. Por conseguinte, todo este conjunto de altera- ções físicas poderá promover um menor ajustamento e adaptação ao processo de doença com importantes alterações e aumento signifi cativo da presença de sintomatologia psicológica com especial relevo na síndrome depressiva. Todas estas alterações evocam por si só repercussões pessoais, familiares e sociais que poderão impedir uma mais fácil integração da condição da doença na rotina diária do Insufi ciente Renal Crónico (IRC).pt
dc.identifier.issn244169-06
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11328/1213
dc.language.isoporpt
dc.peerreviewedyespt
dc.publisherAPIRpt
dc.rightsopen accesspt
dc.subjectInsuficiência Renal Crónicapt
dc.subjectRelação Diádicapt
dc.titleInsuficiência Renal Crónica e a Relação Diádicapt
dc.typejournal articlept
degois.publication.firstPage6pt
degois.publication.issue167pt
degois.publication.titleNefrâmeapt
dspace.entity.typePublicationen
Ficheiros
Principais
A mostrar 1 - 1 de 1
A carregar...
Miniatura
Nome:
Neframea.pdf
Tamanho:
53.12 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format